Justificativas

A instituição presta serviços relevantes a sociedade, pois segundo dados estatísticos há uma grande população que depende de políticas sociais de recuperação para as pessoas em situação de rua, que tendem a ser dependentes químicos.

“A dependência química é uma doença que atinge 10% da população mundial, é uma doença totalmente democrática que não escolhe raça, religião, estada social ou região do mundo, ocorre nos palácios, nas favelas e na classe média”. (Gonçalves,2010).

Para recuperar a dignidade de pessoa humana o trabalho que está sendo realizado pela instituição, tenta conscientizá-los na busca dos valores internos de cada ser humano priorizando sua recuperação e integração social, através da prestação de vários serviços.

Para melhor elencar o que é população de rua conceitua-se:
Segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas FIPE é o segmento de baixíssima renda que, por contingências temporárias ou de modo permanente, pernoita nos logradouros das cidades, como praças, calçadas, marquises, jardins, em baixo de viadutos, imóveis abandonados, terrenos baldios, mocós, cemitérios e carcaças de veículos.
Também são assim consideradas as pessoas recolhidas em pernoite em albergues públicos ou entidades sociais.

De acordo com a definição acima que conceitua população em situação de rua, é que a Comunidade Terapêutica Mateus 25:35 estabelece sua intervenção. A instituição foi idealizada por seu presidente e fundador, Jonas da Silva Tavares, pois sendo este ex-morador de rua, conhece na prática as necessidades, dificuldades e preconceitos existentes para com essa população.

Sendo que, segundo os dados do MDS, “até abril de 2005 se constituía em 80% de homens com idade variada, e sendo 15% constituídas de mulheres e crianças”. (Curso Do Direito do Serviço Social, p. 352). Esses dados comprometem uma intervenção efetiva no quadro social deste determinado segmento da sociedade, principalmente dos homens que estão em maioria.

Estamos em fase de expansão destes serviços e dependemos de verbas para proporcionar uma qualidade de vida melhor para os seus membros como atendimento na área de serviço social, psicologia, psiquiatra, técnico enfermagem, inclusão digital, assim como outros serviços de extrema importância na melhoria da qualidade das atividades diárias dos recuperandos.

É importante a sua participação como corresponsável no atendimento dessa população. A proposta se justifica pelos dados apresentados acima como resgate de vidas que necessita de conscientização e inserção social.

Veja as formas de ajudar a ONG Mateus